Livros que ensinam a escrever

Lista 5Este é o primeiro artigo de uma nova série do blog. Como o próprio nome entrega, cada texto enumerará cinco recomendações, não apenas de livros, mas também de filmes, jogos e o que mais me der na telha. As listas serão construídas, principalmente, segundo critérios pessoais, logo não são absolutas.

No caso dos livros, é bem possível que a grande maioria sequer tenha sido lida – de fato, talvez até constem em minha sempre crescente lista de leituras futuras. Relaciono-os assim mesmo: se me pareceram interessantes quem sabe o leitor também assim não os considere?

E já que o blog trata da jornada de um aprendiz de escritor, nada melhor do que começar com uma lista de livros sobre escrita, não é?

1

Vencendo o Desafio de Escrever um Romance, de Ryoki Inoue: quem melhor para ensinar a escrever do que o escritor que consta no Livro Internacional dos Recordes  como o mais prolífico do mundo, com mais de mil obras publicadas? Reaproveitando e expandindo o conteúdo visto em “O Caminho das Pedras” – onde compartilhou seu método de trabalho pela primeira vez –, Inoue apresenta um manual completo de como elaborar obras de ficção.

Defendendo que um romance não se sustenta apenas sobre uma boa ideia, o autor lista as ferramentas necessárias para obter o resultado proposto pelo título. Sempre com linguagem dinâmica, ele trata tópicos como tipos de leitor, projeto literário, sinopse, argumento, bloqueios criativos, negociação de direitos.

Ao longo do trabalho, Inoue menciona autores que tem como referência obrigatória e ilustra suas recomendações com exemplos práticos. Mas desde o início o autor adverte que, na escrita de um romance, “é fundamental o sacrifício, o esforço, o deixar de lado momentos de lazer, de diversão e de sono”. Tendo isso mente e munido dos conselhos de alguém que já produziu obras de suspense, faroeste, espionagem e diversos outros gêneros, o pretendente a escritor pode, enfim, ter esperança de produzir um livro de sucesso.

Este livro está parcialmente disponível no Google Livros (link abaixo).

2

Você já pensou em escrever um livro?, de Sonia Belloto: este livro é dirigido àqueles que lidam com a escrita no cotidiano e que desejam tornar-se escritores de sucesso. Com uma linguagem dinâmica, a autora discorre sobre estruturas para criar histórias originais, o processo de transmitir ideias, as técnicas de criação de personagens, construção de enredos, como romper bloqueios, descobrir e desenvolver o próprio estilo, e muito mais.

Obra indispensável para conhecer todos os segredos da profissão de escritor. Publicado no Brasil, no Brasil, na África, em Portugal e na Espanha, trata-se ainda de um roteiro para compreender as novas características do mercado editorial.

3

Técnicas para Escrever Ficção, de Júlio Rocha: resultado de estudos e das oficinas ministradas pelo autor, o livro tem como mote que qualquer pessoa pode se tornar um escritor, desde que disponha das ferramentas adequadas. Utilizando uma linguagem clara e direta, o autor aborda as formas de se iniciar um livro, a criação de personagens, a elaboração de diálogos, o jogo de emoções do leitor.

Exemplificando o que funciona ou não por intermédio de excertos de livros de escritores como Dan Brown e ele próprio, Rocha também compartilha dicas valiosas sobre publicação, divulgação e direitos autorais. Alguns críticos afirmam que Rocha é óbvio na maior parte de suas considerações, mas por se tratar de um livro mais prático, repleto de exemplos claros e facilmente identificáveis, este ainda é uma boa pedida.

4

A Jornada do Escritor, de Christopher Vogler: inicialmente elaborado como um guia interno da Disney para a elaboração de narrativas audiovisuais, o livro – conhecido ainda como o “manual de hollywood” para roteiros – é considerado uma compilação das ideias essenciais de O Herói de Mil Faces, onde o acadêmico americano Joseph Campbell identifica elementos comuns em diversos mitos e os define como etapas recorrentes da assim denominada “Jornada do Herói”. O trabalho de Vogler é simplista se comparado ao de Campbell, afirmam alguns críticos, mas seu valor está, justamente, na praticidade.

Em linguagem clara e acessível, ele demonstra como construir e amarrar um enredo seguindo etapas de construção de personagens e situações que resultam na composição de boas histórias. Sem apresentar técnicas, Vogler expõe os aspectos de cada etapa (são doze) e as exemplifica com livros e filmes americanos, como Titanic e Star Wars. O autor defende que os doze passos não são fórmulas, mas mecanismos que, quando manejados com criatividade e inovação, permitem a produção de boas histórias.

A “Jornada do Herói” – ensinada também no curso de estrutura literária do escritor brasileiro Eduardo Spohr (veja link abaixo) – é a base em que se sustentam sucessos literários e cinematográficos. Logo, a leitura deste livro é indispensável para escritores aspirantes e profissionais.

5

A Arte da Ficção, de David Lodge: escritor e professor britânico aclamado, Lodge reuniu neste livro 50 de seus artigos sobre a arte de contar histórias, originalmente publicados nos jornais Washington Post e Independent on Sunday.

Iniciando cada capítulo com trechos extraídos de obras clássicas, o autor destrincha tópicos como ironia, divisão de capítulos, apresentação de personagens e explica termos como “metaficção”, “intertextualidade”, mantendo sempre uma clareza que comunica com o leitor comum.

Entre os escritores revistos por Lodge estão nomes como Jane Austen, James Joyce, George Orwell, Edgar Allan Poe. Mesmo tendo sido publicado em 1992, o livro ainda é leitura essencial para os interessados por literatura e, principalmente, para os escritores iniciantes.

Para saber mais:

  1. 5 livros promissores de autores nacionais: a primeira lista que publiquei por aqui à época da campanha de incentivo à leitura promovida por Ademir Pascale.
  2. +5 livros de autores nacionais: outra lista com recomendações de leituras de colegas escritores. Vale conferir.
  3. Vencendo o Desafio de Escrever um Romance: livro de Ryoki Inoue disponibilizado parcialmente no Google Livros.
  4. Você já pensou em escrever um livro? – livro de Sonia Bellot disponibilizado parcialmente no Google Livros.
  5. Fábrica de Textos: site oficial do curso de escrita criativa ministrado por Sonia Belloto.
  6. Dicas para Escrever Ficção: consultadas por centenas de milhares de pessoas e reproduzidas em vários blogs, jornais, revistas e sites de cultura. Por Júlio Rocha, autor de Técnicas para Escrever Ficção.
  7. A Jornada do Escritor: boa resenha do livro de Christopher Vogler publicada no site Heróis e Mitos, com direito a link para uma apostila do curso de estrutura literária ministrada pelo escritor Eduardo Spohr.
  8. A Jornada do Herói: conheça as ideias e os dozes estágios da jornada propostos por Campbell e simplificados por Chirstopher Vogler em seu “A Jornada do Escritor”. Recomendo a leitura.
  9. Estrutura Literária – A Jornada do Herói no Cinema e na Literatura: informações sobre o curso ministrado nas Faculdades Integradas Hélio Alonso de São Paulo pelo escritor Eduardo Spohr, autor de A Batalha do Apocalipse e Filhos do Éden.

Continue a escrever aqui.

13 respostas para Livros que ensinam a escrever

  1. […] 5 livros que ensinam a escrever: algumas obras em português que podem ser úteis aos escritores iniciantes. […]

  2. Rafael Paz disse:

    Muito bom o post, os comentários e o site!

    Parabéns, eu tenho aprendido bastante com a disseminação do teu conhecimento!
    Sou o autor do blog Heróis e Mitos que você citou no post.

    Continue assim, a gente vai se falando.
    Abraços.

    • T.K. Pereira disse:

      Opa, grato pelos elogios, Rafael.🙂

      É sempre bom saber que o parco conhecimento deste aprendiz tem sido útil a tantas pessoas.

      Abraço.

  3. cerveirac disse:

    Gostei muito do Para ler como um escritor, da Francine Prose. Não é exatamente um passo a passo, mas me ajudou bastante e volta e meia o consulto.

    A autora examina trechos de várias obras a fim de mostrar como é possível a alguém aprimorar-se na escrita lendo grandes autores. A estrutura do livro é bem interessante, com tópicos específicos sobre palavras, frases, parágrafos, narração, personagens, diálogo, detalhes e gesto.

    Numa avaliação breve, diria que, embora a meu ver a autora exagere em algumas de suas análises, o livro contém dicas valiosas. Recomendo!

  4. […] Lista 5 – Livros que ensinam a escrever: cinco recomendações para os aprendizes de escritor. […]

  5. […] 5 livros que ensinam a escrever: algumas obras em português que podem ser úteis aos escritores iniciantes. […]

  6. Ronperlim disse:

    Por mais que um livro dessa natureza tente um passo a passo sobre a escrita, o que importa é que a ideia flua, seja posta no “papel”.

    As experiências dos autores não podem e não devem ser desprezadas, por mais subjetivas que elas sejam. Cada um tem uma maneira de escrever, de reescrever.

    O mais importante é que cada escritor se reconheça, busque as melhores dicas, conheçam as técnicas necessárias para a criação de suas histórias e ponha em prática.

    • T.K. Pereira disse:

      Concordo, Ron.

      Sempre há o que aprender com os testemunhos de outros escritores, mesmo quanto estes não focam tanto a técnica, mas a experiência de escrever.

      Abraços,

  7. Luis disse:

    Eu vou dizer a verdade: o único livro bom citado é A Jornada do Escritor porque Christopher Vogler foi roteirista d’O Rei Leão e fala da jornada do herói; o resto não é bom.

    É enrolação atrás de enrolação que não dizem muita coisa. Eu não tenho nada contra os autores, mas Júlio Rocha não sabe escrever cenas eficazes e tão pouco estruturar uma história.

    A Arte da Ficção do David é uma explicação das melhores partes dos melhores romances, não dá para aprender muito. Os únicos que eu não li e não tenho vontade nenhuma de comprar são o 1º de Ryoki Inoue e o 2º de Sonia Belloto; não os compro porque, a nível internacional, eles são considerados “fracos”.

    Kyanja, eu sinto muito, mas nenhum dos livros que você recomendou presta. Oficina de Escritores eu nem terminei de ler porque o ensino é muito superficial, não ensina realmente a escrever um livro de ficção. A série Guias do Escritor eu comprei e me arrependi, foi dinheiro jogado fora. A autora não ensina coisa nenhuma a narrar uma história.

    E a metodologia de ensino do livro dos diálogos não ensina a escrever diálogos, apenas classifica-os em discurso direto, indireto, o que é inciso e blá, blá, blá. Os melhores livros são internacionais, que, infelizmente, só existem em inglês.

    Os melhores livros que existem são da série Write Great Fiction. Eu tenho quase todos em casa.

    O melhor é o da Nancy Kress, que ensina a criar personagens e demonstrar emoções: raiva, amor, frustração, ódio, humilhação; e escrever ótimas cenas de luta, sexo e assassinato. Além de como trabalhar com o narrador da 1º, 2º e 3º pessoa (onisciente, limitada [fechada, média, e afastada; traduzindo para o português bruto]).

    O livro de diálogos da Gloria Kempton dá de um milhão a zero no de diálogo da Silva. A Gloria ensina como usar os diálogos para mover a história para frente, controlar o passo, descrever, causar sentimentos de ódio, amor; costurar o diálogo com a narrativa e usar o eneagrama para os personagens não falarem igual.

    Existem outros livros ótimos que eu recomendo. Um deles é Scene and Structure de Jack M. Bickham. Ele ensina detalhe por detalhe a construir cenas de Ação e Reação.

    Para descrever com maestria, ritmo, criando imagens na cabeça do leitor como um filme, não existe outro como o da Rebecca McClanahan, Word Painting. Esse livro vai mudar a maneira como você enxerga o mundo.

    Embora seja para história de cinemas recomendo Como Aprimorar um Bom Roteiro da Linda Seger. Ela ensina o que deve ter no começo, meio e fim de uma história. A melhor parte: é em português.

    Se você sabe um pouco de inglês eu recomendo esses. Eles ensinam a escrever um livro de ficção que encontramos no mercado hoje em dia.

    E para finalizar com chave de ouro, leiam Como escrever um Best-Seller de Albert Zuckerman, um dos mais renomados agentes dos EUA. Ele ensina a trabalhar com trama, personagens, cenas e ele abre as carcaças do livro de Ken Follet, O Homem de São Petersburgo, ensinando características incomuns dos Best-Sellers.

    Outro que nenhum escritor poderá deixar de ler, é Techniques of the Selling Writer de Dwight V. Swain. Ele mostra as características incomuns dos livros publicados na Random House, além de ensinar a fazer: começo, meio e fins. Trabalhar com causa e efeito, MRUS, cenas de ação e reação.

    Se não acredita em mim, dê uma olhada na força das cenas dos caras:
    http://www.advancedfictionwriting.com/art/scene.php

    Eu recomendo todos esses; depois de lerem, irão descobrir porque a maioria dos livros mais vendidos de ficção são americanos e ingleses.

    • T.K. Pereira disse:

      Luis,

      Tenho alguns dos livros citados no meu post, mas destes li apenas o “Vencendo o Desafio de Escrever um Romance”, do Inoue.

      Realmente, a maioria das dicas do autor é mais subjetiva do que eu esperava, mas o livro tem seu valor por demonstrar, com um exemplo prático, a elaboração de um projeto literário, isto é, de um romance de ficção.

      De qualquer modo, ficam aí seu contraponto e suas recomendações.

      Recomendo aos colegas aprendizes que não se prendam ao que foi dito pela Kyanja, pelo Luis ou por mim. Procurem por opiniões de outros escritores e leitores na Internet ou em sua comunidade antes de adquirir os livros.

      Convencidos ou não, lembrem-se que vocês sempre podem julgar por si mesmos.😉

      Abraços,

  8. Kyanja Lee disse:

    Ah, que legal saber que já tenho a bibliografia básica do escritor iniciante… rs. Gostaria de recomendar mais 3 (embora eu concorde que esses são os básicos mesmo, para quem ainda está dando os primeiros passos na área).

    Mas alguns que considero especialmente estimulantes são:

    1.) “Cartas a um Jovem Escritor” – Mario Vargas Llosa (Ed. Campus)

    2.) “A Oficina do Escritor – sobre ler, escrever e publicar” – Nelson de Oliveira (Ateliê Editorial)

    3.) “Oficina de Escritores – Um manual para a arte da ficção” – Stephen Koch (Martins Fontes)

    Recomendo também todos os “Guias do Escritor” (já está indo para o terceiro título) da Silvia Adela Kohan, pela ed. Gutenberg: “Como Narrar uma História”, “Como Escrever Diálogos” e, mais recentemente, “Escrever para Crianças”.

    • T.K. Pereira disse:

      Kyanja,

      Obrigado por enriquecer o post com suas recomendações, todas excelentes. Já conhecia o “Cartas a um Jovem Escritor” de pesquisas que fiz pela Internet, mas os outros são novidade para mim.

      Quero aproveitar e convidar os leitores a compartilhar outras recomendações de livros dedicados aos escritores em início de carreira aqui nos comentários.

      Abraços,