Li e Comento: Fritei minha dignidade no bacon (Conto)

PenaPenaPena

Saiba antes de ler: este post não é uma resenha, mas um apanhado de considerações breves suscitadas após a leitura do texto.

Fritei minha dignidade no bacon foi escrito pela escritora e ilustradora carioca Alliah, que já participou de várias antologias, tem um livro publicado (Metanfetaedro) e já contribuiu para a série “7 coisas que aprendi”. Trata-se de um conto bizarro… e muito bom!

Imagine um Rio de Janeiro alternativo, fantástico e estranho, onde há alegorias carnavalescas vivas e traficantes de Nutella (!). Pois é nesse cenário improvável que se passa a história de uma veterinária à caça de um quase extinto naco de bacon para a cobiçosa esposa grávida.

Alliah apresenta uma surpresa atrás da outra e várias vezes me vi relendo algum trecho para ter certeza de que não estava alucinando. Os personagens são ótimos em suas esquisitices – achei deslocado o uso do inglês nos diálogos da protagonista, já que, apesar de descender de estrangeiros, ela foi criada no Brasil.

Incomodaram-me as trocas de foco entre os personagens, mais em razão de ter lido em e-book, que separava os pontos de vista (seria este o termo correto?) apenas com espaços, ao invés de utilizar asteriscos ou outro símbolo qualquer de separação (mas aí já é chatice da minha parte). Também achei desnecessário falar sobre o traficante.

Senti falta de justificativas para a existência de um universo tão bizarro, porém, entendo que estas não encontram lugar no espaço curto de um conto. Este é meu primeiro contato com o new weird e, graças autora, pretendo buscar mais textos deste gênero literário

O conto em formato do Kindle está disponível para compra na Amazon por apenas R$ 2,99.

Para saber mais:

  1. Li e Comento: minhas breves considerações sobre contos, novelas e outras narrativas curtas.
  2. Trecho gratuito do conto: post no blog da autora onde ela comenta sobre o conto e disponibiliza um pequeno trecho. É uma opção para quem está em dúvida se compra ou não, mas aviso que há spoilers.
  3. Alliah: site oficial da escritora e ilustradora, onde ela lista todos os seus trabalhos publicados.
  4. 5 influências na obra de Alliah: texto interessantíssimo publicado no site da Editora Draco. De novo: há spoilers do conto.
  5. Resenha de Metanfetaedro: Antônio Luiz M. C. Costa escreve sobre o primeiro livro da autora, uma coletânea de contos new weird.
  6. O estranho gênero new weird: podcast do site HomoLiteratus sobre este gênero não tão novo assim.

Continue a escrever aqui.

Os comentários estão desativados.