Quero ser escritor!

Desde a infância sonho em ser escritor. Alimentado pelos livros da série Sítio do Pica-Pau Amarelo de Monteiro Lobato, das clássicas coleções Vaga-lume e Para gostar de ler, pelos quadrinhos da Turma da Mônica e dos heróis da Marvel e DC, não é surpresa que eu tenha crescido fascinado pela arte de contar histórias.

Obviamente, escritor não é o tipo de profissão que deixa os pais satisfeitos e tranquilos quanto ao futuro de sua cria – ao menos não aqui no Brasil. Assim, à medida que eu amadurecia fui deixando o sonho de lado e encarando a dura realidade que assassina potenciais artistas ainda no berço (modéstia à parte).

O ciclo se repete a cada geração, com poucas variações: concluir os ensinos principais (de preferência com uma especialização técnica), encontrar um emprego para pagar a faculdade, graduar-se num curso com amplo mercado de trabalho, melhorar de emprego. Mas não termina por aí: ainda é preciso trabalhar por promoções (ou por um concurso público), constituir família, cuidar dos filhos e de sua educação…

Há pouco mais de um ano decidi rebelar-me contra essa “ordem natural” que nos é imposta. Desde então tenho me dedicado ao sonho, estudado técnicas de escrita e buscado aprender com outros escritores, nacionais e internacionais. Em minhas surfadas digitais já topei com conselhos preciosos de autores como os best-sellers Neil Gaiman e Stephen King.

Mas há exemplos mais próximos de nossa realidade, indivíduos jovens e de origens humildes com os quais é fácil identificar-se e de onde se pode extrair inspiração diária. Autores como Eduardo Spohr (A Batalha do Apocalipse) e Raphael Draccon (Dragões de Éter) são famosos por compartilhar textos valiosos para escritores em início de carreira.

Há inúmeros outros, é claro, com mais anos de estrada, mas não se pode desprezar a experiência desses jovens escritores que têm abalado as estruturas do mercado editorial.

Se o leitor, como eu, sonha em se dedicar a esta profissão tão ingrata e tão gratificante, recomendo a leitura de alguns textos de Draccon sobre o gênero fantástico e a vida de escritor. Já Spohr preparou um guia para a carreira literária em seu blog – os que residem em São Paulo também devem ficar antenados ao já renomado curso de estrutura literária promovido pelo autor.

Aprendizes e escritores espalhados por aí, compartilhem com o mundo suas experiências, entrem em contato!

Para saber mais:

  1. Não perca a motivação – 10 dicas para escritores: minha tábua de mandamentos pessoais para os momentos de crise existêncial. :)
  2. 5 livros que ensinam a escrever: algumas obras em português que podem ser úteis aos escritores iniciantes.
  3. Série 7 coisas que aprendi: página principal do projeto que convida escritores em diversas fases da carreira a compartilharem suas experiências.
  4. Mercado Fantástico: Raphael Draccon compartilha o que sabe sobre o mercado editorial.
  5. Jornadas Fantásticas:  aqui Draccon escreve um pouco sobre a vida de escritor e compartilha conselhos preciosos.
  6. Guia para a carreira literária: Eduardo Spohr apresenta uma coletânea de dicas, podcasts, livros e muitas outras preciosidades para aprendizes de escritor.
  7. 10 passos para ser escritor: excelente texto do escritor e oficineiro de escrita criativa Charles Kiefer.
  8. Quero ser escritor: ótimo artigo com sugestões de livros para os que sonham em ser escritor.
  9. Escrevi meu livro. E agora? – Apostila da escritora Ana Cristina Rodrigues dedicada aos que já tem livros prontos para publicar.
  10. Quer ser escritor? – Página do curso on-line oferecido pela famosa escritora Thalita Rebouças.

Continue a escrever aqui.

7 respostas para Quero ser escritor!

  1. […] Quero ser escritor: algumas palavras sobre o sonho de viver de literatura no Brasil. […]

  2. isaac-sky disse:

    “Escritores de todo o Brasil, uni-vos!”😀

    Gostei muito do texto. Estou nessa batalha há dois anos e ainda é só o começo.

    • T.K. Pereira disse:

      “Toda longa jornada começa com um pequeno passo” e a luta “não está acabada até que esteja terminada”.

      Se bem que, em se tratado de se tornar escritor, é bem possível que a jornada e a luta sejam infinitas.😉

      Abraço.

  3. Lucas de Oliveira Santos disse:

    Vai na fé, fera!

    PS: Só discordo desse seu e-mail do Yahoo!

  4. Vanine Tips disse:

    Muito bom o post! Comecei a acompanhar seu blog e tenho encontrado muitas informações úteis!

    Também sonho em me tornar escritora e tenho tentado ultrapassar as imposições sociais que sofremos para ter um trabalho “normal”.

    Hoje procuro assumir o meu desejo de escrever, transformando-o em uma profissão e não apenas um passatempo de horas vagas.

    Ainda estou nos primeiros passos e tem sido muito inspiradora a sua dedicação para transformar seu sonho em realidade!
    Parabéns. Desejo sucesso!

    • T.K. Pereira disse:

      Vanine,

      Acredito que o primeiro passo é ser verdadeiro consigo mesmo. Demorei a aprender esta lição. O resto é esforço, dedicação, esperança.

      Sucesso para nós.

      Abraço.🙂