Sorriso

12/04/2013

Parado diante do portão, eu a vejo do outro lado da rua. Como um observador empenhado em decifrar uma obra de arte, permito-me contemplá-la num misto de fascínio e incerteza.

Então tudo ao seu redor assume aspectos de fantasia, a natureza conspirando para colorir diante de mim um quadro de pura beleza: sob um mar celestial, numa tarde de verão, uma musa em bronze banhada por águas cristalinas que lhe refrescam o corpo e a alma.

Continue lendo »


Uma homenagem às mulheres

09/03/2013

Ontem foi o Dia Internacional da Mulher. Como sempre ocorre em datas especiais, inúmeros sites de revistas, jornais e blogs pessoais preparam homenagens.

Falou-se da trajetória de lutas e conquistas, do papel da mulher no nosso século, dos desafios para o futuro, e sobre a mulher ideal.

Eu quis fazer algo diferente, prestigiando o vasto e enigmático universo feminino ao falar de pessoas mais próximas de mim. Assim, eis minha singela (e tardia) homenagem às mulheres da minha vida.

Continue lendo »


Vendo a vida passar

05/10/2012

De pé sob o sol escaldante, retiro o celular do bolso e confiro o relógio. Lá se vão mais quinze minutos da minha vida. Impaciente, busco a confirmação dos dígitos no visor: o motorista está atrasado, de novo. Praguejo em voz alta sem temer que me ouçam, afinal, não há vivalma no ponto.

Continue lendo »


O efeito nhé

04/09/2012

A FIFA anunciou a mascote da Copa do Mundo de 2014. Um evento ainda está sendo programado para oficializar sua apresentação ao grande público e um concurso na internet está acontecendo para definir o seu nome. Nossa mascote? Um tatu-bola.

Continue lendo »


Tolkien é Tolkien, Martin é Martin

24/08/2012

Outro dia, enquanto passeava por uma livraria, eu notei uma conversa entre dois amigos. Um deles tinha em mãos A Guerra dos Tronos, o primeiro volume da série de fantasia de George R. R. Martin. Ele falava sobre a história, o autor, e a série de TV, achando um absurdo que o outro não os conhecesse e decidido a convencê-lo a comprar o livro.

Continue lendo »


Inspiração Efêmera

27/07/2012

Acomodo-me na cadeira. Diante de mim, a tela em branco aguarda. Enfim um pouco de paz e tranquilidade, sem distrações nem preocupações. Desfruto por instantes do silêncio e do sopro fresco que carrega o aroma da manhã pela janela. Tudo perfeito. Convicto, pouso os dedos no teclado, pronto para libertar as palavras aprisionadas há tanto.

Continue lendo »